Connect with us

CIDADES

“Projetos que beneficiam a população estão finalmente saindo do papel neste Governo”, destaca prefeito de Campos de Júlio

Publicado em

O governador Mauro Mendes esteve, nesta sexta-feira (26.05), em Campos de Júlio (a 553 km de Cuiabá) e autorizou a celebração de convênios com a Prefeitura para asfaltar 42 km da rodovia municipal Linha Cabuçú e para manutenção do asfalto de ruas e avenidas de cinco bairros. Além disso, assinou convênio para construção de 200 casas populares no município. Os investimentos chegam a R$ 52,6 milhões em recursos do Governo de Mato Grosso e da Prefeitura de Campos de Júlio. 

O asfaltamento de 42 km da Linha Cabuçú terá investimento total de R$ 42,1 milhões, sendo R$ 21 milhões do Governo do Estado. Já a manutenção de 370 m² de asfalto de ruas e avenidas nos bairros Jardim das Palmeiras, Bom Jardim, Centro, Renascer e Vila Nova, receberão recursos são na ordem de R$ 7,5 milhões, sendo R$ 3,5 milhões do Governo do Estado e o restante do município.

O prefeito de Campos de Júlio, Irineu Parmeggiani, destacou que o convênio para a construção das 200 casas populares teve parceria do município, que doou o terreno. O investimento do Estado nas obras será de R$ 3 milhões.

“Esse é um grande dia para toda a população que há muitos anos não recebia um governador na nossa cidade. Campos de Júlio já recebeu muitos investimentos do Governo do Estado e continua recebendo muito mais. A população foi muito bem agraciada, pois além desses assinados hoje, nós temos vários outros convênios, projetos que finalmente estão saindo do papel com este governo. As casas populares são um grande avanço e vão beneficiar muitas famílias”, afirmou ele.

Conforme destacou o governador Mauro Mendes, Campos de Júlio é uma cidade organizada em uma região altamente produtiva e tem grandes perspectivas. “Não tenho dúvida nenhuma que vai ganhar cada dia mais qualidade de vida com todas essas obras”. 

Leia mais:  Programa Caminho da Escola ganha novas regras

“A melhoria da infraestrutura nessa região vai diminuir o custo da produção, vai melhorar a qualidade de ir e vir das pessoas, que aqui trabalham e moram e enfrentam poeira e lama. Com essas parcerias que estamos fazendo com as prefeituras, produtoras e associações, muita coisa está melhorando e vai agregar mais valor à economia e à produção do Estado, isso traz muita coisa boa no presente e futuro de todos os mato-grossenses”, destacou o governador.

O deputado federal Dr. Leonardo pontuou a quantidade de investimentos do Governo na Região Oeste. “Foram muitos investimentos nos últimos anos, graças a competência, bom trabalho e dedicação do governador Mauro Mendes a este Estado. Nós acreditamos no seu trabalho e na sua seriedade, e o resultado está aí, entregas, entregas, trabalho e trabalho. Os cidadãos dessa região lhe agradecem. Parabéns pelos grandes investimentos”, disse.

O senador Fábio Garcia também ressaltou as melhorias do Estado nos últimos três anos. “O governador Mauro Mendes pegou um Estado praticamente quebrado, que não tinha dinheiro para fazer investimentos. Hoje, Mato Grosso é o Estado que mais investe em todo o País. Foi uma mudança muito grande, graças a esse governo sério, responsável e que administra bem o dinheiro público, devolvendo ao cidadão obras e melhor qualidade de vida”.

Também estiveram presentes o senador Wellington Fagundes, os deputados estaduais Dr. Gimenez e Valmir Moretto, os secretários de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, e de Comunicação, Laice Souza, presidente da MT Par, Wener Santos, o vice-prefeito do município, Roberto Dutra, o presidente da Câmara dos Vereadores, Renê Souza, a primeira-dama Marla Parmeggiani.

Mais investimentos

O município de Campos de Júlio (565 km de Cuiabá), na Região Oeste do Estado, já recebeu mais de R$ 103,1 milhões em investimentos do Governo de Mato Grosso, entre obras e ações realizadas desde o início da gestão.

Só de investimentos para a melhoria da infraestrutura da região são R$ 97,5 milhões, dos quais R$ 44 milhões foram empregados para a execução de 50,8 quilômetros de asfaltamento da MT-388, que liga o município à Nova Lacerda e à usina Alcomat.

Leia mais:  Auxílio-taxista: prazo para que os municípios enviem os dados cadastrais dos motoristas é ampliado

Outra parte do montante é usada para a manutenção e recuperação de rodovias não asfaltadas, executada por meio de convênio com a Prefeitura de Campos de Júlio.

Educação 

Uma das prioridades do Governo, a Educação também recebeu R$ 1,5 milhão para reforma e ampliação da Escola Estadual Angelina Franciscon Mazutti – obra que será executada pela prefeitura. Já outros R$ 200 mil foram repassados para que os professores da rede estadual comprassem computadores para as aulas online durante a pandemia da covid-19, bem como para ajuda de custo para a contratação de serviço de internet. O valor ainda inclui entregas de mobiliários e aparelhos de ar condicionado.

Outros investimentos

Atento às necessidades da população e, diante da dificuldade econômica provocada pela crise sanitária, o Governo de Mato Grosso também já entregou mais de 3,2 mil cestas básicas para atender às famílias de Campos de Júlio.

Por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), ainda foram distribuídos cobertores e mais de 1 mil filtros de barro, a fim de garantir que a população mais vulnerável tenha acesso à água filtrada. Também foi feita transferência de renda, por meio dos programas assistenciais do governo, para mais de 112 famílias de baixa renda do município.

O Governo ainda destinou R$ 80 mil para eventos culturais no município e autorizou empréstimo de R$ 20 mil para o comércio local. Também foi entregue uma caminhonete nova, ao custo de R$ 231 mil, para as atividades de fiscalização do Indea no município.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

CIDADES

Programa Caminho da Escola ganha novas regras

Published

on

Iniciativa visa renovar e ampliar frota de veículos escolares

O Diário Oficial da União de hoje (5) publica o Decreto 11.162 que traz novas regras para o Programa Caminho da Escola. O projeto visa renovar, padronizar e ampliar a frota de veículos escolares das redes municipal, do Distrito Federal e estadual de educação básica pública.

Por Karine Melo – Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Caminho da Escola é voltado a estudantes da rede pública de educação básica residentes, prioritariamente, em áreas rurais.

O programa oferece diversos tipos de ônibus, lanchas e bicicletas fabricados especialmente para o tráfego nestas regiões. Os veículos devem atender a critérios de segurança e qualidade para garantir o acesso diário e a permanência dos estudantes tanto nas salas de aula como em atividades pedagógicas, esportivas, culturais ou de lazer previstas no plano pedagógico e realizadas fora do ambiente escolar.

Acesso

Os gestores educacionais são os responsáveis pela aquisição dos veículos. A compra da frota pode ser feita de três maneiras: assistência financeira do FNDE no âmbito do Plano de Ações Articuladas (PAR), conforme disponibilidade orçamentária consignada na Lei Orçamentária Anual; recursos próprios; e linha de crédito do junto a instituições financeiras, exceto para bicicletas. Os gestores devem aderir à ata respectiva no Sistema de Gerenciamento de Adesão a Registro de Preços – Sigarp.

Leia mais:  Programa Caminho da Escola ganha novas regras

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
Continue Reading

CIDADES

Auxílio-taxista: prazo para que os municípios enviem os dados cadastrais dos motoristas é ampliado

Published

on

Os gestores municipais têm até às 19 horas desta terça-feira, 2 de agosto, para enviar as informações dos motoristas de táxi para que o pagamento do Benefício Emergencial – auxílio-taxista – seja realizado ainda no dia 16 de agosto. A relação dos taxistas de cada Município deverá ser encaminhada por meio do portal do Ministério do Trabalho e Previdência.
AMM – O prazo terminaria dia 31 de julho. No fim da semana, a Agência CNM de Notícias havia alertado sobre o curto prazo concedido aos Municípios pelo governo federal para o envio das informações de cadastro dos taxistas. Em nota, a entidade ressaltou que as prefeituras estão sobrecarregadas para fazer o envio dos dados com celeridade. Além disso, lembrou que há relatos de dificuldades no acesso à plataforma.

A CNM destaca, ainda, que caso a prefeitura não consiga realizar o envio dos dados nesta primeira etapa, o Ministério do Trabalho e Previdência disponibilizará novos períodos para o cadastramento entre os dias 5 de agosto e 11 de setembro. Além disso, os Municípios e o Distrito Federal serão os responsáveis pelo registro e fornecimento dos dados, ou seja, nenhuma ação será realizada pelo motorista de táxi para seu cadastramento.

Leia mais:  Auxílio-taxista: prazo para que os municípios enviem os dados cadastrais dos motoristas é ampliado

Sobre o benefício
O auxílio-taxista faz parte dos benefícios previstos pela Emenda Constitucional 123/2022, para enfrentamento do estado de emergência decorrente da elevação extraordinária e imprevisível dos preços do petróleo, combustíveis e seus derivados e dos impactos sociais deles decorrentes e tem validade até dezembro de 2022. A medida também ampliou temporariamente os valores do Auxílio Brasil, entre outras ações, mas cabe destacar que o auxílio aos taxistas é pontual e não é considerado um benefício da política de assistência social.

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana