conecte-se conosco


GERAL

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Publicado


Pesquisa feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostra que os empreendedores negros estão com mais dificuldades do que os brancos para retomar as vendas ao patamar anterior à pandemia de covid-19. De acordo com o levantamento realizado pela 13ª Pesquisa de Impacto do Coronavírus nos Pequenos Negócios, 72% dos empresários negros estão faturando menos. O índice é de 66% no caso de empreendedores brancos. 

A pesquisa, que foi feita em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), também mostra que 10% dos empreendedores negros informaram que estão faturando mais com a retomada da economia, enquanto 14% dos empreendedores brancos declararam que estão tendo uma receita maior. A perda de receita atingiu 35% dos negros e 27% dos brancos. 

O levantamento também tratou do acesso dos empresários ao crédito. Conforme o levantamento, 35% dos entrevistados negros estão inadimplentes, enquanto o endividamento entre brancos é de 24%. 

O impacto dos efeitos das restrições de comércio sobre a população negra está sendo acompanhado pelo Sebrae desde o início da pandemia. Em 2020, o Sebrae apontou que as mulheres empreendedoras negras são as mais afetadas entre todos os grupos de empresários brasileiros. 

Leia mais:  Mostra de Tiradentes discute mudanças do cinema em meio à pandemia

Faz um Pix

A 13ª Pesquisa de Impacto da Pandemia também mostrou que 86% dos pequenos negócios estão utilizando o Pix, sistema de pagamento eletrônico instantâneo desenvolvido pelo Banco Central. A adesão subiu em relação à pesquisa realizada em agosto, quando foi apurado que 77% dos entrevistados usavam a ferramenta.

A modalidade pagamento é mais utilizada nos serviços de alimentação, academias, salões de beleza e oficinas. As atividades ligadas aos serviços empresariais e de energia foram os setores que menos aderiram.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook

GERAL

Masp inaugura iluminação noturna no aniversário de São Paulo

Publicado


O Museu de Arte de São Paulo (Masp) irá inaugurar no próximo dia 25, aniversário de 468 anos da capital paulista, a nova iluminação externa do edifício, um dos símbolos da cidade de São Paulo. O novo sistema de iluminação vai destacar a estrutura arquitetônica do prédio por meio da instalação de luminárias de alta eficiência energética. O vão-livre também terá um aumento na iluminação.

“Pela primeira vez o prédio do Masp, tão integrado à vida da cidade, vai poder ser apreciado em toda a sua imponência e com seus traços únicos também durante a noite”, destaca o diretor-presidente do Masp, Heitor Martins. A partir do acionamento do novo sistema, o prédio ficará iluminado de domingo a domingo no período noturno.

No dia da inauguração, o acesso ao museu será gratuito, com horário de funcionamento estendido das 10h às 21h. No fim da tarde, a partir das 18h, as persianas da galeria do 2º segundo andar do museu, que normalmente permanecem fechadas para preservação das obras, serão abertas. Dessa forma, quem estiver no interior do prédio poderá apreciar a vista do entardecer, e quem passar pela avenida Paulista poderá ver as obras expostas nos cavaletes de vidro projetados por Lina Bo Bardi, uma das marcas características do Masp.

Leia mais:  ANAC dá primeira autorização para entrega comercial usando drones

Os ingressos gratuitos, para o dia 25, têm de ser reservados pelo site https://masp.org.br/ingressos.

Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, na Avenida Paulista. Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, na Avenida Paulista.

Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand – Masp, na Avenida Paulista, durante o dia. – Rovena Rosa/Agência Brasil

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

GERAL

Mutirão retira mais de 100 quilos de lixo da orla do Rio de Janeiro

Publicado


Um mutirão de limpeza nas praias do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon, na zona sul do Rio recolheu 106 quilos lixo, uma média de 15kg por ponto de apoio espalhados na orla. A ação, que começou às 10h deste sábado, além de manter as praias limpas para o verão, serve para educar e conscientizar frequentadores e turistas sobre o descarte correto dos resíduos. De acordo com a concessionária Orla Rio, que organizou a iniciativa, os objetos mais inusitados coletados serão expostos na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema.

A limpeza de hoje faz parte do projeto de sustentabilidade e reciclagem de resíduos, o Recicla Orla. O presidente da Orla Rio, João Marcello Barreto, disse que o trabalho de conscientização é muito importante e o descarte correto do lixo já vem sendo feito. “Há dois anos, a Orla Rio criou o projeto Recicla Orla, que já conta com 56 pontos de entrega voluntárias espalhados pela orla. Temos o dever de cuidar das nossas praias, especialmente no verão, quando elas se tornam o principal point dos cariocas e turistas que visitam a cidade”, contou.

Leia mais:  Mostra de Tiradentes discute mudanças do cinema em meio à pandemia

O público foi convidado a participar e teve a oportunidade de saber mais sobre a importância do descarte correto de resíduos e como isso contribui para o ecossistema. A ação teve apoio da Secretaria Municipal de Esportes, e participação de escolinhas esportivas.

“Conscientizar a população sobre o descarte correto de resíduos será sempre o melhor caminho. Nosso meio ambiente precisa de todo o cuidado possível para que a nossa e as próximas gerações vivam em um ambiente sustentável”, destacou o secretário municipal de esportes, Guilherme Schleder.

A Orla Rio é responsável por administrar e revitalizar os 309 quiosques e 27 postos de salvamento da orla marítima da cidade. Em 2019, a concessionária passou a realizar programas de Environmental, Social and Corporate Governance (ESG). Um deles é o Recicla Orla, que é um projeto de sustentabilidade de coleta e reciclagem de resíduos sólidos, criado em parceria com a Polen, startup de sustentabilidade. Desde o início do projeto já foram reciclados mais de 609 toneladas de materiais como plásticos, papéis, vidros e metais.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Geral

Leia mais:  Festival de Verão de Campos do Jordão começa neste final de semana

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262