Connect with us

Saúde

Segunda-feira (23): Mato Grosso registra 737.450 casos e 14.908 óbitos por Covid-19

Published

on

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (23.05), 737.450 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.908 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Dos 737.450 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 291 estão em isolamento domiciliar e 721.732 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 13 internações em UTIs públicas e 19 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 15,46% para UTIs adulto e em 4% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (133.150), Várzea Grande (53.205), Rondonópolis (44.245), Sinop (33.854), Tangará da Serra (23.359), Sorriso (23.086), Lucas do Rio Verde (22.663), Primavera do Leste (21.843), Cáceres (16.821) e Alta Floresta (16.426).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia mais:  Saúde alerta para acidentes que causam queimaduras em festas juninas

Cenário Nacional

No domingo (22.05), o Governo Federal confirmou o total de 30.791.220 casos da Covid-19 no Brasil e 665.627 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (23.05).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

Leia mais:  Ações dos núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde de MT são destaques nacionais

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Saúde

Governador assina ordem de serviço para construção do Hospital Regional de Alta Floresta

Published

on

O governador Mauro Mendes assina, nesta terça-feira (28.06), a ordem de serviço para o início das obras do Hospital Regional de Alta Floresta (a 790 km de Cuiabá). O investimento será de R$ 112,3 milhões.

“Esse é o maior pacote de obra de construção e ampliação de leitos na saúde pública de Mato Grosso. Hoje, nenhum estado brasileiro está construindo, ao mesmo tempo, tantos hospitais como nós estamos. Nosso grande objetivo é ter uma saúde pública eficiente e de qualidade, que funcione para o cidadão mato-grossense””, destacou o governador Mauro Mendes.

Projetado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Hospital Regional de Alta Floresta contará com 151 leitos, sendo 111 leitos de enfermaria e 40 leitos de UTI, entre adulto, pediátrico, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimentos de média e alta complexidade.

A unidade também terá 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento às gestantes, seis salas de centro cirúrgico e espaços para banco de sangue, banco de leite materno e para a realização de exames como tomografia e colonoscopia.

Leia mais:  Saúde alerta para acidentes que causam queimaduras em festas juninas

“A atual gestão não apenas inicia a construção do novo Hospital Regional de Alta Floresta, mas beneficia a população dos seis municípios da região Alto Tapajós de Saúde. Um novo e moderno hospital servirá de referência para toda a região”, concluiu a secretária estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Saúde

Vacinação contra a gripe é ampliada a partir deste sábado no país

Published

on

A campanha contra a gripe será ampliada a partir deste sábado (25) para a população a partir de 6 meses de idade, em todo o país, enquanto durarem os estoques da vacina. A mobilização busca prevenir complicações decorrentes da doença e diminuir óbitos e pressão sobre o sistema de saúde.

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, no Rio de Janeiro

©Tomás Silva

Da ABr – Quem faz parte do público-alvo e ainda não se imunizou, também poderá se vacinar. Para receber a vacina da gripe, basta ir a qualquer posto de vacinação. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem cerca de 38 mil salas de vacinas espalhadas por todo país e o Ministério da Saúde já distribuiu 80 milhões de doses da vacina contra a gripe para estados e Distrito Federal.

Até o momento, a mobilização contra a doença atingiu 53,5% de cobertura vacinal.

 “Os pressupostos para o sucesso das campanhas de vacinação são absolutamente atendidos no nosso país. Temos vacinas, temos uma capacidade sem precedentes de aplicação, graças aos vacinadores que estão nas salas de vacinação do Brasil. Ano passado, tivemos casos em várias regiões do País por conta da cepa H3N2. A vacina deste ano já protege contra essa cepa e as passadas. Precisamos combater essas doenças”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele fez um apelo à população para que  à população para que ajude a aumentar os índices de imunização contra a doença no Brasil.

Leia mais:  Cuiabá realiza mais de 190 mil atendimentos em UPAs e Policlínicas e prefeito destaca investimentos para Saúde

Vacinação

Idosos acima de 60 anos;
Trabalhadores da saúde;
Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
Gestantes e puérperas;
Povos indígenas;
Professores;
Pessoas com comorbidades;
Pessoas com deficiência permanente;
Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
Trabalhadores portuários;
Funcionários do sistema prisional;
Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
População privada de liberdade.

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262