conecte-se conosco


Cuiabá

Servidores participam de treinamento sobre novo sistema legislativo

Publicado


Carol Siqueira/Secom Câmara

Os servidores da Coordenadoria das Comissões Permanentes participaram, na manhã desta terça-feira (04.05), de um treinamento para operar o novo sistema eletrônico legislativo da Câmara Municipal de Cuiabá, o No Paper.

A implementação do projeto foi iniciado no ano passado e visa trazer eficiência na produção do parlamentar, além de extinguir a necessidade de fotocópias, trazendo economia de recursos e rapidez.

Oito servidores da coordenadoria participaram do treinamento, que aconteceu na sala de reuniões Júlio Pinheiro, realizada pela empresa Ágape Consultoria. A coordenadora das Comissões Permanentes, Fabiana Orlandi, disse que o novo sistema vai provocar uma revolução nos trabalhos desenvolvidos pelas comissões e, principalmente neste momento em que os encontros acontecem de forma virtual, trazendo eficiência para os trabalhos.

“Nós vamos ter um sistema que vai integrar o gabinete do vereador, o que ele produz lá, ele protocola no sistema, isso é recebido na Secretaria de Apoio Legislativo e aí chegou a nós que, além de cuidar da agenda das reuniões, colaboramos na elaboração dos pareceres. Agora nós vamos fazer tudo dentro do sistema, isso vai melhorar muito todo nosso trabalho, vai agilizar e lá na ponta, quando tiver uma lei, o cidadão vai ter mais informações, vai ficar muito mais simples”, comentou.

Modernização

O secretário Geral da Câmara, Bolanger José de Almeida, analisou que o sistema eletrônico vai promover mudanças profundas no legislativo.

“Nosso objetivo é fazer a redução drástica da produção dos trabalhos por papel, além de tornar muito mais eficiente e transparente os processos legislativos”, disse.

O presidente da Casa de Leis, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB),&nbsp comentou que ao adotar esta ferramenta tecnológica “a Câmara de Cuiabá vai ser referência neste quesito no Centro Oeste, pois este processo eletrônico vai aumentar o controle dos atos parlamentares e vai incentivar a participação popular, resultando em maior visibilidade e credibilidade ao trabalho parlamentar”.

Secom Câmara

Leia mais:  Cuiabá: Grupo de 45 a 49 anos com comorbidades começa a ser vacinado a partir de hoje (13)

Comentários Facebook

Cuiabá

Jornal Nacional aponta que apenas Cuiabá e outras quatro capitais possuem doses de Coronavac para serem utilizadas

Publicado


Luiz Alves/Secom

Clique para ampliar

Um levantamento feito pelo Jornal Nacional e exibido na edição transmitida na noite desta quarta-feira (12), apontou que apenas Cuiabá e outras quatro capitais do Brasil, além do Distrito Federal ainda possuem doses da Coronavac para aplicação da segunda dose.

Isso porque, a capital mato-grossense decidiu não utilizar as doses que recebeu como 1ª dose, conforme orientado inicialmente pelo Ministério da Saúde, para acelerar a vacinação da população brasileira, e reservar para aqueles que já haviam tomado a 1ª dose, como era o programado. Pela atitude, a Prefeitura de Cuiabá chegou inclusive, a ser acusada de estar “estocando” vacinas, o que logo foi desmentido pelo prefeito Emanuel Pinheiro, ao explicar da sua decisão de guardar as 2ª doses de quem já havia tomado a primeira. “Em Cuiabá, quem toma a primeira dose, não há a menor possibilidade de sua vacina estar escondida. Ela estará armazenada porque é patrimônio do cidadão que tomou”, afirmou o prefeito.

Ainda conforme o estudo do jornal, o imunizante está em falta em ao menos 20 capitais, oito já suspenderam a vacinação da segunda dose, por conta da falta de remessas, que conforme o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou, não há previsão de entrega de novas doses da Coronavac.

Leia mais:  Câmara debate rede de proteção à mulher vítima de violência

Atualmente os grupos que ainda estão recebendo a 2ª de Coronavac são os grupos de trabalhadores da saúde, idosos de 65 a 69 anos e os integrantes das Forças Armadas, no Centro de Eventos do Pantanal, de maneira presencial e na UFMT, no modelo Drive Thru.

Nesta semana, Cuiabá atingiu ao marco de mais de 150 mil doses aplicadas. Até a noite de ontem (12), foram vacinadas 152.834, sendo 106.912 como 1ª dose e 45.922 como 2ª dose.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Maysa Leão repudia pedido de quebra de decoro contra vereadores que encontraram remédios vencidos

Publicado


Carol Siqueira/Secom Câmara

A vereadora Maysa Leão (Cidadania) usou sua fala durante o grande expediente da sessão ordinária desta terça-feira (11), para repudiar o pedido de abertura de procedimento disciplinar contra os vereadores que encontraram grande quantidade de medicamentos vencidos no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (Cdmic).

O pedido foi feito pela secretária de Saúde, Ozenira Félix e para a vereadora, as acusações feitas pela gestora da pasta são graves e precisam ser provadas. No documento, Ozenira afirma que os vereadores coagiram e intimidaram os servidores do local e que o único intuito da visita seria tirar fotos e filmar o local.

Maysa criticou a postura da secretária que esteve na Câmara em debate com os vereadores e em nenhum momento citou os fatos pontuados no pedido. “É muito grave essas acusações. Ela teve a oportunidade de falar comigo, frente a frente e dizer que nós agimos dessa forma. Esse tipo de configuração mostra que nós deveríamos ter medo de atuar e exercer a nossa função que é fiscalizar, mas eu não tenho esse medo”.

A vereadora ainda ressalta que toda a ação dos parlamentares, desde a chegada no local foi gravada. “Sou uma pessoa extremamente coerente e educada, agi dentro da ética, e a ética e o decoro desta Casa pedem que nós vereadores façamos nosso trabalho e que traga para a população a informação. O que encontramos ali foram medicamentos vencidos em uma quantidade exorbitante e é essa resposta que a sociedade precisa ter. Todos querem saber quem é o responsável por esse desprezo à saúde da população de Cuiabá e eu não vou aceitar ser coagida por algo que eu não fiz, se ela diz isso, ela precisa provar”, diz Maysa.

O pedido feito contra a vereadora Maysa, os vereadores Diego Guimarães e Coronel Paccola, todos do Cidadania, foi arquivado na Comissão de Ética por falta de demonstração comprobatória dos fatos afirmados pela secretária

Ascom Gabinete Vereadora Maysa Leão

Leia mais:  Cuiabá divulga o 15º Informe Epidemiológico de 2021 sobre a Covid-19

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262