Connect with us

Várzea Grande

Várzea Grande investirá R$ 13,5 milhões em coleta seletiva e inclusão de catadores

Published

on

Após quase sete meses de negociações, a Prefeitura de Várzea Grande formalizou nesta semana, dia 10 de maio, um acordo extrajudicial em favor dos catadores de materiais recicláveis e suas famílias. Eles receberão moradia, cestas básicas e financiamento para estrutura e equipamentos para trabalhar a coleta seletiva na cidade.

Aterro

O município também já licitou empresa que detém aterro licenciado particular e fará o Plano de Recuperação de Área Degrada do antigo aterro controlado. Com essas ações, Várzea Grande inicia a implantação do aterro sanitário e coleta seletiva de resíduos sólidos em todo o município, avançando nas questões ambientais e na inclusão social dos catadores e de suas famílias.

O projeto prevê investimentos de R$ 13,5 milhões, recursos que também beneficiarão o meio ambiente do município com a implantação da coleta seletiva em toda a cidade, por meio do plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos. Paralelamente ocorre a recuperação da área do aterro público.

“O acordo já foi remetido para a 4ª Promotoria de Justiça Cível de Várzea Grande de Defesa do Meio Ambiente e da Ordem Urbanística, à promotora Michelle de Miranda Rezende Villela. “Estamos trabalhando em uma gestão compartilhada e avançando nas questões ambientais da cidade e de inclusão social desses catadores e suas famílias”, pontuou o secretário de Serviços Públicos de Várzea Grande, Breno Gomes.

Leia mais:  Kalil Baracat entrega a 90ª unidade da Rede Municipal de Ensino de Várzea Grande

A proposta já assinada pelas associações de catadores: Umicativida, Catauni, Asscavag e Asmats, prevê um convênio de R$ 11 milhões – de recursos Estaduais e Municipais via Programa de Aceleração para o Crescimento (PAC), para a construção de 83 unidades habitacionais que serão doadas aos catadores e suas famílias.

A implementação do Projeto Piloto de Coleta Seletiva, com investimento de pelo menos R$ 2,5 milhões da Prefeitura de Várzea Grande, vai financiar a aquisição e doar os equipamentos e materiais para as associações desempenharem as atividades de triagem, armazenamento e comercialização dos materiais recicláveis e reutilizáveis, estimados em R$ 880 mil.

O Projeto Piloto de Coleta Seletiva também prevê a contratação das quatro associações de catadores que receberão repasses mensais inicialmente de R$ 26.667 mil por três meses e após, R$ 25 mil para cada uma, bem como o fornecimento de suporte jurídico, ambiental e de capacitação para a realização dos trabalhos necessários, totalizando pelo menos R$ 1,26 milhões. A contratação será pelo período de um ano, podendo ser prorrogado por até três anos consecutivos.

“Também está previsto nesses valores globais a entrega por 06 meses de 250 cestas básicas aos catadores e suas famílias, doação estimada em R$ 304,5 mil reais”, acrescenta o secretário de Serviços Públicos.

Leia mais:  Pontos abertos da semana de 16 a 21 de maio para vacinação contra covid-19 em Várzea Grande

O acordo envolveu além de representantes das Associações de Catadores, do Ministério Público, da Defensoria Pública de Várzea Grande e do Grupo de Atuação Estratégica em Direitos Coletivos (GAEDIC).

PRAD – O aterro controlado de Várzea Grande funciona há 30 anos e desde setembro do ano passado, a pedido do Ministério Público Estadual, foi realizada inspeção no local pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente – SEMA, que embargou a área e aplicou multa ao Município, determinando o encerramento das atividades naquela área.

“Buscamos um Aterro Licenciado, em observância à Política Nacional de Resíduos Sólidos, mediante licitação pública, nesse processo também está incluso o Plano de Recuperação da Área Degradada, o PRAD. Já realizamos a contratação da CGR – Ambiental Tratamento de Resíduos LTDA, empresa vencedora do processo licitatório e que detém Aterro Licenciado para o recebimento dos resíduos sólidos de Várzea Grande”, pontuou Breno Gomes.

As associações também serão acompanhadas de perto por empresa especializada no tratamento e valorização de resíduos e na sustentabilidade e relação entre humanos e meio ambiente, que atua na gestão de resíduos desde 1999.

Comentários Facebook

Várzea Grande

Pontos abertos da semana de 16 a 21 de maio para vacinação contra covid-19 em Várzea Grande

Published

on

Nesta semana, de 16 a 21 de maio, a secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande, disponibilizou pontos para vacinação contra a Covid-19 em crianças, adolescentes, adultos além dos idosos. Ao todo são 11 pontos abertos para vacinar adolescentes e adultos situados em Unidades Básicas de Saúde. O ponto do Várzea Grande Shopping continua aberto. A Clínica de Atenção Primária à Saúde do Parque do Lago é o ponto exclusivo desta semana para vacinar crianças de 5 a 11 anos.

Como explica o secretário Municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, a cada semana o ponto de vacinação para crianças muda, conforme o planejamento realizado pelas equipes técnicas, em contemplar todas as regiões da cidade, levando em consideração densidade populacional e fazer chegar a vacina mais próxima das famílias várzea-grandenses, facilitando para os pais e responsáveis pela criança, em fornecer o serviço nas comunidades.

Pontos abertos de vacinação contra a covid-19 para semana de 16 a 21 de maio: ESF do bairro  Água Vermelha; Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia; Clínica de Atenção Primária à Saúde 24 de Dezembro; UBS Cabo Michel;  Centro de Saúde Aurília Curvo; ESF São Mateus; Clínica de Atenção Primária à Saúde Jardim Glória; Clínica de Atenção Primária Saúde do bairro Cristo Rei; ESF Manaíra, Centro de Saúde Ouro Verde e Clínica de Atenção Primária à Saúde do bairro Marajoara.

Leia mais:  Kalil Baracat entrega a 90ª unidade da Rede Municipal de Ensino de Várzea Grande

A Unidade de Saúde exclusiva para vacinação contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos, é a situada no bairro Parque do Lago, na Clínica de Atenção Primária à Saúde, e funcionará no horário das 8h às 11h e das 13h às 16h.

O Ponto fixo no Várzea Grande Shopping – ‘Vacinação Cidadã’- continua funcionando, no horário das 10h às 18h, e a vacinação será aplicada em adultos e adolescentes, além da aplicação da quarta dose para idosos com 70 anos a mais. O ponto funciona no Espaço do Centro Estadual de Cidadania, Piso 1, no Várzea Grande Shopping.

Conforme dados da Vigilância em Saúde de Várzea Grande, o Município aplicou, até a data do dia 10 de maio, o total de 483.239 doses da vacina contra a covid-19. Deste total, 225.062 foram aplicações da primeira dose. Segunda dose 178.262, terceira dose 79.051 e quarta dose 864.

O prefeito, Kalil Baracat, ressalta que é importante todos completarem o ciclo vacinal, conforme as recomendações do Plano Nacional de Vacinação, vez que a transmissão da doença continua em grande escala, porém com índices baixos de ocorrências de mortes pela doença. “As ocorrências de mortes diminuíram por causa da vacina, então é importante todos irem aos pontos divulgados para completarem o ciclo vacinal. Só assim todos estarão protegidos e principalmente as crianças. O inverno chegou e também é importante vacinar contra a gripe. Todas as unidades básicas de saúde do nosso município possuem doses disponíveis para idosos acima de 60 anos e os grupos contemplados”, alertou Kalil.

Leia mais:  "Blitz ambiental" reforça meta de arborizar a cidade e oferta mais de 2 mil mudas nativas e frutíferas

Comentários Facebook
Continue Reading

Várzea Grande

Entrega dos cartões segue até quarta-feira no Cepac

Published

on

Equipes da secretaria de Assistência Social de Várzea estarão fazendo a entrega dos novos cartões do programa Ser Família Emergencial  até esta quarta-feira (18, a todas as pessoas cadastradas e que têm direito a esse benefício. A entrega dos cartões deu início na última sexta-feira (13), para aqueles que possuem o nome com a letra A. Nesta semana, será realizada a entrega dos cartões para as familais cadastradas.

“Aqueles que por força maior não conseguiram retirar o cartão na sede da secretaria de Assistência, podem procurar o Centro Pastoral Padre Aldacir Carniel, até o dia 18 que serão atendidos. O horário de atendimento será das 8h às 17 horas, sem intervalo para almoço”, informou a titular da pasta Ana Cristina Vieira.

A troca dos cartões se deu em função do Governo do Estado de Mato Grosso romper o contrato com a empresa Eovale (Meovale) em seguida, abrir uma nova licitação de forma emergencial, para não prejudicar as famílias que dependem do auxílio. Segundo o Governo, o rompimento ocorreu após o Estado repassar recursos a empresa que não repassou aos beneficiários.

A secretária Ana Cristina disse que Várzea Grande recebeu oito mil cartões do Programa Ser Família Emergencial, e que as famílias beneficiadas com a transferência de renda, irão receber o valor de forma retroativa. “Ao receber o cartão a pessoa já terá disponível o valor de R $200,00 que poderão ser utilizados de acordo com a sua necessidade”.

Leia mais:  Várzea Grande inicia etapa municipal dos Jogos Escolares

Ela disse ainda que foi necessário elaborar toda uma logística para a distribuição dos cartões e um cuidado especial para fazer chegar aos detentores do direito, os recursos do Ser Família Emergencial, por isso a necessidade de se fazer antecipadamente, a triagem e a confirmação dos dados do beneficiário. “Uma das determinações do prefeito Kali Baracat e da primeira-dama Kika Dorilêo Baracat é justamente atendender aqueles que mais precisam, por isso a secretaria tem feito sempre a atualização cadastral das familias para que o benefício chegue aqueles que mais precisam”.

A coordenadora do Programa de Proteção Básica de Várzea Grande, Bernadete Miranda alertou para a necessidade de o beneficiário apresentar os seus documentos pessoais, para o recebimento do cartão. “Esses documentos são exigidos por isso é preciso que o beneficiário certifique toda a documentação antes de se dirigir ao local de entrega dos cartões.

BENEFICIÁRIAS: Amanda Ramos, moradora do Capão Grande, é mãe de três filhos e mesmo sabendo que poderia buscar o cartão nesta semana no Cepac, durante o mutirão, não perdeu tempo e aproveitou para a retirada do cartão na última sexta-feira (13). Ela conta que com a suspensão do cartão teve que contar com a ajuda da família para poder se manter. “Esse recurso financeiro ajuda no reforço da alimentação das crianças e nos ajuda também a manter o básico em casa”.

Leia mais:  "Blitz ambiental" reforça meta de arborizar a cidade e oferta mais de 2 mil mudas nativas e frutíferas

Ana Paula da Silva, moradora do Parque do Lago também contou com a ajuda da família para manter a alimentação dos filhos. “Neste momento estou desempregada, e esse dinheiro acaba sendo um recurso a mais para a compra de alimentos em casa. Nesses meses em que fiquei sem o benefício me virei com pequenas diárias”.

Já Ana Lúcia da Silva, mãe de 3 filhos, necessitou da ajuda da família e até de vizinhos para se manter, abandonada pelo marido ela precisou tomar para si a responsabilidade de criar e manter os filhos. “Não está sendo fácil manter meus filhos sozinhos, mas mãe não abandona os seus e por isso estou na luta por eles. Esse benefício vai ajudar e muito em casa. Eu só tenho a agradecer”.

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262